sábado, 14 de fevereiro de 2009

Frases antológicas: Seu Madruga

Interpretado pelo ator Ramón Valdes, Seu Madruga é um personagem do humorístico Chaves. Malandro assumido, vive devendo 14 meses de aluguel na vila onde mora, apanhando da vizinha, sendo ludibriado pela filha e atormentado pelo Chaves.

O ator, que faleceu em 1988 vítima de câncer do pulmão, acabou dando vida a um dos personagens da tv mais cultuados no Brasil. Seu desempenho ainda hoje pode ser conferido na tv, através das incansáveis reprises do programa pelo SBT. Entre suas falas surgem perólas como as que veremos a seguir.

  • "Eu sabia que você era idiota, mas não a nível executivo!"

  • "Não há nada mais trabalhoso do que viver sem trabalhar!"

  • "A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena."

  • "Não existe trabalho ruim. O ruim é ter que trabalhar."

  • "As pessoas boas devem amar seus inimigos."

  • "As dívidas são sagradas!"

  • "Estou falando com a mula, não com seus carrapatos!"

  • "Devemos perdoar as ofensas... Devemos perdoar as afrontas... Devemos perdoar os aluguéis atrasados..."

  • "Vocês não podem viver um único dia em paz?! Em paz:P,A,S, paz!"

  • "Eu caí cinco vezes. Mas ele caiu seis! E o juiz caiu oito! Bom...é que as vezes a gente acertava ele..."

  • "O burro empaca perto do trigo..."

  • "Eu, mesmo sem um centavo no bolso, sempre trago no rosto um sorriso franco e espontâneo. Ó, veja!"

  • "Quando a fome aperta, a vergonha afrouxa..."

  • "São todas assim: começam ficando com o chapéu e acabam ficando com a carteira!"

  • "Isto é uma caliúnia! Uma caliúnia! Você sabe o que é uma caliúnia?"

  • "Se eu soubesse que tinha mandado um burro fazer isso, ia eu mesmo!"

  • "Como ousa me acordar às 10 da madrugada, Chaves!?"

  • "Como dizia meu velho avô: 'Se quiser vir a ser alguma coisa, que devore os livros!'"

  • "Na hora do aperto se aprende..."

  • "Sou um cidadão consciente, não fanático!"

  • "Minha senhora, se acha que pode me comprar com alguns presentinhos, eu vou lhe dizer uma coisa... Eu aceito!"

  • "É isso que eu digo: não há nada como dever."

  • "Estou juntando para te dar tudo de uma vez, um montão no fim do ano."

  • "Não há luta pior do que aquela que não se enfrenta."

  • "Isso é a primeira coisa que se deve ensinar na escola: A prenunciação."

  • "Atores vemos, costumes não sabemos..."

  • "Você sabe quanto custa trazer um artista do estrangeiro? Ainda mais sendo de outro país? Eu tive que arcar com as burocracias! Portanto, me sinto na penosa obrigação de pedir uma ajuda. O que puderem! Qualquer coisa!"

  • "Este veio do norte da África do Sul, e o outro do sul da América do Norte."

  • "Acontece que o Quico está perguntando quem foi Cristóvão Colombo e Cristóvão Colombo foi quem descobriu o México. Tem que se estudar, Chaves, para não ser burro."

  • "Esta caveira representa 'prerigo','PRE- RI- GO'."

  • "O quê? Na escola nunca te ensinaram botânica? Bogotá é um país!"

  • "Isto aqui é gesso, gesso, J-E-S-O, "gesso". Está faltando o acento, mas o que esse burro vai saber?"

  • "Ganha aquele que não perde!"


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails

Amigos

Ocorreu um erro neste gadget
 

Por que Parar?. Copyright 2009 All Rights Reserved StudioPress by "Giovanni Machain" Qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência -- LOGIN